O "Escritório de Gerenciamento de Pessoal" (OPM, em inglês) é o órgão responsável pela administração de funcionários civis que fazem parte do governo dos Estados Unidos. E hoje, surgiu a informação de que ele foi atacado por hackers chineses — que teriam algum tipo de vínculo direto ou indireto com o governo da China. Esta foi a segunda vez que isso aconteceu em menos de um ano.

De acordo com uma nota da AP, estima-se que dados pessoais de mais de 4 milhões de trabalhadores tenham sido expostos nos ataques — o que não significa que eles tenham sido roubados, mas há grandes chances disso. A publicação também diz que os dados eram pessoais, mas não muito confidenciais, sendo em sua maior parte nomes, atestados de antecedentes e endereços.

A última invasão ao OPM tinha ocorrido em julho do ano passado, mas na ocasião não foram roubados ou expostos dados pessoais de funcionários do governo. O ataque foi descoberto por computadores de monitoramento interno, mas ainda não há como afirmar se ele foi facilitado por resíduos da invasão anterior. Parece que a Cyber-War está longe de terminar.

Cupons de desconto TecMundo: