Enquanto estudantes “fazem brincadeiras” para ficar milionários, outros derrubam a internet da escola apenas para ver o circo pegar fogo – e encarar, quiçá, até meio ano de cadeia. Foi o que aconteceu em Meridian, no Mississippi, uma das maiores cidades dos EUA. Segundo informa o KTVB News (via Engadget), um aluno de 17 anos pode ter sido o responsável por derrubar a rede de todo o distrito das escolas de West Ada.

O ataque atingiu nada menos que 50 centros de ensino e tirou todo o sistema do ar – não era possível acessar os portais, atualizar grades de disciplinas e consultar ou realizar testes online. As autoridades, que identificaram a origem do ataque em Eagle High através do endereço de IP, suspeitam que o jovem tenha pagado um serviço de terceira parte (hackers, provavelmente) para o disparo das negações de serviço.

Se declarado culpado e enquadrado sob as leis federais e estaduais norte-americanas, o estudante poderá pegar até 180 dias de detenção e ser expulso da escola. Pode ser ainda que os pais do adolescente tenham de pagar uma multa devido aos danos e perdas provocados pelo ataque virtual. O nome do suspeito não foi divulgado.

Cupons de desconto TecMundo: