Usuários masculinos heterossexuais do Tinder, muito cuidado ao conversar com uma beldade online. Isso porque a suposta moçoila pode, na verdade, utilizar Old Spice e loção pós-barba — logo depois de sair do banheiro, deixando a tampa do vaso aberta. Trata-se aqui do mais novo hack desenvolvido sobre o sempre receptivo código do app de namoro (e afins) Tinder.

Cansado de ouvir reclamações das amigas sobre o típico comportamento masculino no aplicativo, um engenheiro estadunidense resolveu dar o troco. Munido da API do Tinder, o sujeito — que se manteve anônimo em entrevista ao site The Verge — desenvolveu uma armadilha virtual que coloca homens heterossexuais em conversa com outros homens heterossexuais... Enquanto ambos acreditam que conversam com uma bela mulher.

“Mas essa aí não é a... ?”

O funcionamento do hack, de fato, é consideravelmente simples. O sujeito lançou diversos perfis falsos na base de dados do Tinder, de forma que quando dois homens “curtem”, digamos, o perfil que traz a foto da vlogger Boxxy (personagem da celebridade de internet Catherine "Catie" Wayne), eles são colocados para conversar um com o outro.

E aí, às vezes, o que há é o infame espetáculo reportado pelas amigas do engenheiro anônimo. Há termos de baixo calão, há bizarrices, há comentários nonsense etc. — todos endereçados a outros homens que, verdade seja dita, às vezes demoram um bocado para perceber o engodo.

“Originalmente, a ideia era jogar isso tudo de novo na cara as pessoas que faziam isso, a fim de ver como elas reagiriam”, contou o criador ao The Verge, após admitir que encontrou sua atual namorada no aplicativo. “É surpreendentemente fácil colocar um bot no Tinder”, ele acrescenta. “Desde que você tenha um token de autenticação no Facebook, você tanto pode atuar como um robô quanto como uma pessoa.”

40 conversas em 12 horas

Conforme contou ao referido site, o engenheiro acompanhou aproximadamente 40 conversas entre homens heterossexuais logo nas primeiras 12 horas após a ativação das iscas. Quando a coisa começava a rumar para um encontro real, entretanto, um código rapidamente entrava em cena para ocultar os números de telefone.

"Eu sou um macho, um homem. Eu tenho um pênis, não uma vagina."

A abordagem talvez seja antiética? O criador não parece certo disso. “Eles ignoram todos os sinais, todas as coisas estranhas”, contou ele. “Quando alguém se lança tão rapidamente em um flerte, sem conhecer detalhes ou saber qualquer coisa da outra pessoa, talvez essa pessoa mereça isso.”

Seja como for, o “trollador” conta que algumas pessoas realmente ficaram furiosas após descobrir o que ocorria. Entretanto, há também quem tenha ficado confuso, ignorado ou ainda apreciado o humor. Seja como for, em grande parte dos casos, os homens simplesmente entravam na conversa de forma insuspeita, às vezes por um bocado de tempo.

"O que você quer dizer com 'seria um pai'?"

Enfim, seja você o tipo polido, extrovertido ou chegado em vocabulários chulos, é melhor tomar cuidado com o Tinder — é difícil saber com certeza quem está do outro lado.

Cupons de desconto TecMundo: