Site ficou dessa forma durante a madrugada, até ser tirado do ar. (Fonte da imagem: Reprodução/G1)

O site da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo foi invadido na madrugada de hoje por hackers em protesto contra o aumento da tarifa de ônibus e metrô na cidade de São Paulo. No endereço web, era possível ver apenas duas imagens e uma mensagem do grupo ativista. “Exigimos a redução da tarifa! Os supostos representantes devem ouvir a vontade do povo. Basta de políticos inócuos. Estamos acordados! Seus dias estão contados! :)”.

Como você confere na imagem do site feita à 1h da manhã de hoje, é possível ver uma foto dos manifestantes paulistanos e outra maior fazendo referência ao grupo de hackers Anonymous. Mesmo assim, não é possível dizer que a ação no site da secretaria possui qualquer envolvimento com o grupo internacional.

Fora isso, a página invadida ainda convidava os visitantes a comparecer em mais uma ação nas ruas da cidade para pedir a redução da tarifa do transporte público na cidade às 17h de hoje, no Teatro Municipal de São Paulo.

A invasão do site se deu depois de o governador do estado, Geraldo Alkimin, declarar que os manifestantes do movimento eram “baderneiros”. Oficialmente, o preço da passagem não deve ser alterado de R$ 3,20 para os antigos R$ 3,00, de acordo com a posição atual da prefeitura da cidade e do governo do estado.

Cupons de desconto TecMundo: