(Fonte da imagem: Reprodução/G1)

Na quinta edição da revista eletrônica “HTP”, o grupo hacker conhecido pelo nome “Hack The Planet” divulgou as ferramentas que usou para invadir o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Segundo os responsáveis pelo ataque, a ação foi possível graças à invasão do sistema Educause, organização sem fins lucrativos responsável pela manutenção dos domínios “.edu”.

Os hackers usaram esse controle para alterar configurações de email e web, o que fez com que toda a correspondência do MIT fosse redirecionada a um servidor controlado por eles. Ao todo, foram desviados cerca de 5 GB de arquivos enquanto a página principal do MIT exibia a mensagem “descanse em paz”, em uma homenagem a Aaron Swartz.

O Hack The Planet afirma que o objetivo da invasão era mandar uma mensagem ao Anonymous, que invadiu o site do MIT no dia 13 de janeiro deste ano. Um texto falso deixado pelo grupo fez com que muitos acreditassem que a ação havia sido perpetuada pelo LulzSec, o que causou muita confusão na época.

Nas páginas da HPT5, foi divulgada uma lista de senhas que garantem o acesso a diversos sites com endereço finalizado em “.edu” — situação que não afeta aqueles com outros sufixos, como “.edu.br”, por exemplo. A Educause não fez comentários sobre o caso, e até o momento não há indícios de que outros sites gerenciados pela organização tenham sido invadidos.

Cupons de desconto TecMundo: