(Fonte da imagem: Reprodução/Reuters)

Três redes de televisão e dois bancos sul-coreanos sofreram com a paralisação de suas atividades após terem sido vítimas do ataque de malwares. Entre os afetados estão as emissoras YTN, MBC e KBS e as instituições bancárias Shinhan, Nonghyup, Jeju e Woori, todos nomes ligados à provedora de acesso LG UPlus.

Embora as companhias televisivas não tenham sofrido com interrupções em suas atividades, o mesmo não pode ser dito dos bancos. Segundo a Reuters, os caixas eletrônicos da Shinhan e todas as suas atividades online ficaram indisponíveis por um período de duas horas.

Ataque com origens incertas

O responsável pelo malware é um grupo identificado como “Whois Team”, que modificou a página oficial da LG UPlus com uma mensagem que afirma que “esse é só o início do Nosso Movimento”. Representantes do provedor afirmam que seus serviços já voltaram a funcionar normalmente, e que não há indícios de que ele tenha sido vítima de um ciberataque com consequências graves.

Para tentar desligar a empresa das instituições afetadas, ela chegou a afirmar que as instituições afetadas também contratam os serviços de concorrentes como a KT e a SK Telecom. Assim como outros eventos que acontecem no país, já se cogita que a Coreia do Norte tenha sido responsável por deflagrar os ataques.

Apesar das suspeitas, a Agência de Segurança da Coreia do Sul ainda não detectou o culpado pelo ocorrido, e o caso ainda está em fase de investigação. Até o momento, o governo local simplesmente reconhece a existência de um ataque, mas mantém sigilo de qualquer informação concreta existente sobre ele.

Cupons de desconto TecMundo: