Aaron Swartz, criador do RSS, Reddit e ativista contra SOPA (Fonte da imagem: Reprodução/Mashable)

No dia 11 de janeiro, o ativista online e hacker Aaron Swartz tirou a própria vida. A notícia pegou a comunidade de surpresa, mas os motivos por trás do suicídio pareciam claros para alguns. Swartz estava sendo processado pelo sistema legal dos EUA por ter feito o download de diversos artigos acadêmicos protegidos por copyright, através da rede da MIT.

A batalha judicial poderia ser considerada perdida antes mesmo de começar (o julgamento começaria na primavera norte-americana) e traria diversos problemas para Swartz. Pensando na perda do ativista e na maneira como o governo dos EUA o tratou, hackers, utilizando a alcunha Anonymous, invadiram o site da Departamento de Justiça, na Comissão de Sentenças do governo americano, conseguindo diversas informações sensíveis no processo.

Um aviso foi deixado pelos hackers, informando que vários documentos serão revelados caso não sejam feitas mudanças no sistema judiciário americano. Frases como “limites foram ultrapassados com a morte de Swartz” e outros eventos que motivaram o ataque foram ditos no aviso. No momento, o site atacado foi tirado do ar.

Informações devem ser liberadas na internet pelos hackers em breve. O FBI e outras autoridades americanas informaram estar atrás dos responsáveis pela invasão.