Pentágono, uma das organizações atacadas. (Fonte da imagem: Reprodução/PCguia)

Um grupo que se denomina GhostShell reivindicou a autoria de um grande ataque hacker que ocorreu recentemente nos Estados Unidos. Por conta dessa ação, contas atreladas à NASA, FBI, Interpol, Pentágono, ESA e várias outras agências norte-americanas foram violadas — sendo que essas informações foram “espalhadas” pela internet.

Segundo o grupo, as áreas de Tecnologia, Educação, Forças Armadas e até mesmo a de Governo são apenas alguns dos alvos “fixados” pela iniciativa chamada de WhiteFox. Por conta disso, a informação sobre as contas violadas foram divulgadas em diversos sites, como GitHub e Slexy.

Como 1,6 milhão de registros foram hackeados, a quantidade de informação secreta vazada é muito grande, o que dificulta a procura por nomes ou ações específicas, fato que pode ter alegrado algumas das “vítimas” — por mais que todos esses dados estejam disponíveis para consulta.

E o que é esse ataque?

Para que você entenda melhor a situação, o WhiteFox é uma iniciativa exclusiva do grupo GhostShell. O objetivo deles é o de realizar uma série de ataques até o final deste ano, tudo para que o “hacktivismo” e a liberdade na internet sejam respeitados.

O pessoal da GhostShell tem uma parceria com os Anonymous — apesar disso, parece que esse laço não é muito forte. Dessa maneira, as suas ações também são endossadas e combinam com os objetivos de um dos grupos hacker mais famosos do mundo.

Cupons de desconto TecMundo: