(Fonte da imagem: Reprodução/iStock)

De acordo com um relatório publicado pela Symantec, os crackers desenvolveram um novo método para roubar dinheiro das pessoas que acessam sites de pornografia. Os cibercriminosos criaram um malware que, ao invadir o computador da vítima, exibe ameaças de que a polícia será avisada sobre o acesso a conteúdos pornográficos.

Quando o internauta infectado acessa uma página com fotografias ou filmagens voltadas para o público adulto, o vírus entra em ação e mostra uma tela com a suposta mensagem de algum órgão governamental.

Na nota é informado que o sistema operacional foi bloqueado e que é preciso pagar uma multa em no máximo 72 horas para que a pessoa não seja presa. O FBI é a agência que os criminosos mais usam para intimidar as potenciais vítimas.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Symantec)

Segundo o levantamento da empresa de segurança, no período de um mês, aproximadamente 68 mil máquinas foram infectadas por essa praga — a qual está sendo chamada de “Ransomware”. Estimativas apontam que os golpistas já teriam lucrado pelo menos 1,9 milhão € (algo em torno de R$ 5 milhões) —, mas esse montante pode chegar a 3,8 milhões € (quase R$ 10 milhões).

Os países mais afetados por esse malware foram Alemanha, França e Reino Unido. O Brasil aparece com um percentual que beira os 5% de todos os golpes realizados.

A equipe de pesquisa da Symantec orienta que os internautas evitem clicar em banners e anúncios publicitários existentes em sites pornográficos e que mantenham os seus antivírus atualizados. Clique aqui para acessar ao estudo na íntegra (PDF em inglês).

Cupons de desconto TecMundo: