Se os filhos dormiram no ponto, hackear não é a solução. (Fonte da imagem: iStock)

Quando o exemplo não é dado em casa, não há muito o que fazer, não é mesmo? A norte-americana Catherine Venusto não estava satisfeita com as notas dos seus filhos na escola. Em vez de dar uma bronca neles ou sugerir que estudassem mais, a mãe coruja teve outra ideia: acessar o sistema da escola e modificar a nota dos filhos.

Ex-funcionária da Noorthwestern Leigh School, Catherine possuía a senha da diretora e, com ela, entrou no sistema e aprovou a sua filha em química, disciplina em que ela havia reprovado. Não satisfeita, Catherine aumentou a nota do filho em matemática de 98 para 99.

Depois que a superintendente do colégio foi questionada sobre o porquê das mudanças nas notas, uma investigação foi aberta e a conclusão a que se chegou é que apenas as notas dos filhos de Catherine haviam sido modificadas.

A mãe hacker não só admitiu o crime como ainda alegou que não sabia que o que fez era ilegal. A instituição de ensino tem intenção agora de processá-la criminalmente.

Fonte: Time

Cupons de desconto TecMundo: