(Fonte da imagem: Divulgação/WikiLeaks)

O WikiLeaks, projeto que ficou famoso ao revelar documentos secretos de governos de todo o mundo, está se recuperando de um ataque que deixou o site bastante instável durante  cerca de 72 horas nesta semana.

O servidor foi derrubado por um ataque distribuído de negação de serviço, o popular DDoS, utilizado também para deixar o The Pirate Bay fora do ar nos últimos dias. Durante a ação hacker, arquivos do site foram transferidos para um endereço alternativo e vários documentos foram retirados para deixar a página mais leve.

O site está novamente no ar, mas pode apresentar alguns problemas com muitos acessos simultâneos. De acordo com o TG Daily, ainda não há uma informação oficial sobre quem é o responsável pelo ataque.

Quem afundou o The Pirate Bay?

Por enquanto, segue o mistério: quem derrubou a página de torrents por quase 24 horas? A única pista é um hacker que supostamente pediu créditos pelo feito: Nyre, um antigo membro do Anonymous, que se desfiliou há algum tempo e agora faz campanha contra o grupo, inclusive “ajudando os agentes federais de vez em quando”, segundo ele.

Nyre disse que o The Pirate Bay foi tirado do ar para impedir que outros hackers, como seus antigos aliados, derrubassem ou invadissem o site antes e espalhassem seus ideais pela página. Vale lembrar que, recentemente, o site publicou uma postagem contrária ao Anonymous. A mesma pessoa pode também ser a responsável pelos ataques ao WikiLeaks.

Fonte: TG Daily

Cupons de desconto TecMundo: