(Fonte da imagem: Reprodução/Jalopnik)

O site da Fórmula 1 sofreu um ataque DDOS e foi retirado do ar na manhã de hoje pelo Anonymous. Até o momento da publicação desta notícia (14h), o site continua inacessível. Em nota divulgada à imprensa, o grupo Anonymous explicou qual foi a motivação por trás da ação.

Neste final de semana, o país Bahrein recebe mais uma etapa do mundial de Fórmula 1. O apoio da FIA, em especial de Bern Eccelstone, ao regime ditatorial que impera no país é visto como um desrespeito à humanidade pelo grupo, e a retirada do site do ar é uma forma de chamar a atenção para essa causa.

“Este não é um levante xiita contra o governo sunita, trata-se de uma revolta popular pacífica contra o conceito medieval de monarquia absoluta”, destaca o release enviado à imprensa. “O governo atual não é legítimo, mas sim composto por tiranos e bárbaros que violam os direitos humanos com a imposição de uma ditadura”, completa o texto.

Além da retirada do site do ar, o grupo ameaça dar continuidade à #OpBahrain com uma série de ações no final de semana, como corte de linhas telefônicas, envio de mensagens em massa via email e “destruição de qualquer coisa de vocês que encontrarmos na internet”. A FIA, que organiza o mundial de Fórmula 1, não se manifestou sobre o assunto.

Cupons de desconto TecMundo: