(Fonte da imagem: CBS/AP)

Os desafios para a segurança mundial estão mudando de foco. O terrorismo, que sempre foi o maior problema para as autoridades, pode, no futuro, perder esse posto para as ameaças virtuais. Isso porque os ataques hacker estão começando a ter cada vez mais embasamento político e comercial.

Durante essa semana, o diretor do FBI Robert Mueller e o diretor da Inteligência Nacional, James Clapper, falaram sobre o futuro das ameaças aos Estados Unidos. Eles estimaram que os ataques virtuais vão se tornar mais perigosos que o terrorismo em pouco tempo.

Atualmente, diversas empresas já praticam a espionagem virtual, principalmente a partir de mercados concorrentes. Como os ataques virtuais são invisíveis, muitas empresas ainda não se preocupam com a segurança nessa área. Por causa disso, acabam levando meses, ou até anos para descobrirem que foram atacados e que sua propriedade intelectual pode ter sido roubada.

No último ano já soubemos de brechas de alto nível, como o código fonte da Symantec que foi roubado e os ataques à PSN. Em 2012, o Anonymous chamou a atenção para o problema de segurança na internet e mostra que o FBI tem razão em apostar no crescimento das ameaças virtuais.

Cupons de desconto TecMundo: