(Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

O Anonymous ataca novamente. Dessa vez, os hackers foram além do simples roubo de dados e divulgaram números de cartões de crédito de nada menos do que 75.000 clientes da Stratfor, empresa norte-americana especializada em serviços de segurança e elaboração de defesa estratégica para governos e exércitos.

O grupo também liberou uma lista com informações pessoais de 86.000 indivíduos, como nomes, endereços de email e senhas.

De acordo com a companhia, os ataques foram computados no dia 24 de dezembro e o roubo de dados sigilosos deve ter ocorrido nessa mesma data. Desde então, a página oficial da empresa ficou fora do ar e agora exibe um comunicado que afirma que os clientes lesados terão direito a um serviço de proteção de identidade para evitar futuras fraudes — como já havia sido noticiado anteriormente.

Além disso, uma suposta conversa entre os hackers foi divulgada no site Pastebin. Na página, um possível membro do Anonymous declara que “o tempo de diálogos acabou” e aponta que mais de 50.000 dos emails roubados possuem terminação .gov ou .mil, indicando uma participação massiva de membros do governo e das Forças Armadas dos Estados Unidos na empresa.

Um dos usuários é ainda mais incisivo e declara que “após serem roubados discretamente por políticos corruptos”, chegou a hora de dar o troco. Por fim, ele afirma que o ataque ao banco de dados da Stratfor faz parte do Projeto Mayhem, um tentativa de abalar instituições financeiras e governos a partir da liberação de informações sigilosas.

Cupons de desconto TecMundo: