O pessoal da Kaspersky Lab soltou uma nota alertando sobre os perigos na hora do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). De acordo com a empresa, cibercriminosos estão utilizando técnicas de phishing e malware para conseguir dados de cidadãos que têm alguma quantia para sacar no banco — são mais de 4,8 milhões de brasileiros que já podem receber o pagamento, nascidos entre janeiro e fevereiro.

O Facebook também é alvo dos cibercriminosos

"Para disseminar os ataques os criminosos têm usado sites falsos, e-mails maliciosos e posts em redes sociais, tudo com o objetivo de distribuir trojans bancários, alterar o roteador da vítima e assim roubar dados pessoais", notou a Kaspersky.

Mais perigoso, por se tratar de um ambiente mais relaxado, o Facebook também é alvo. Isso porque os hackers black hat estão criando páginas falsas para ludibriar usuários e roubar dados sensíveis.

“A tendência é que os ataques com estes temas aumentem conforme o governo vai liberando o dinheiro”, afirma Thiago Marques, analista de segurança da Kaspersky Lab no Brasil. “A quantidade de sites não oficiais trazendo supostas informações dos saques, alguns deles pedindo informações pessoais do visitante podem ser usados em golpes onde seria possível até mesmo sacar indevidamente o dinheiro das vítimas”, informa o analista.

A técnica de phishing é usada dessa maneira para conseguir os dados via plataformas de email

Golpe email

Veja agora como é uma página falsa no Facebook voltada para fins maliciosos

Golpe Facebook

Para saber como se proteger, acompanhe a nossa página dedicada.

Cupons de desconto TecMundo: