Bastante populares, as contas do Gmail parecem ser um dos principais alvos de invasores maliciosos, que buscam no serviço de emails mensagens e dados que podem ser interceptados para possíveis ganhos financeiros. Um novo alerta emitido pela Google, no entanto, mostra que hackers a serviço de governos podem estar tentando invadir o perfil de jornalistas, professores e outros profissionais de comunicação nos Estados Unidos.

Uma medida semelhante foi tomada pela Gigante das Buscas no final de março deste ano, quando a empresa indicou que cerca de 1 milhão de contas poderiam estar comprometidas por conta de atividades suspeitas. Agora, repórteres e colunistas de grandes publicações norte-americanas – alguns deles ganhadores do Prêmio Nobel de economia – parecem estar passando pela mesma situação.

Segundo o site Ars Technica e de acordo com uma série de postagens feitas recentemente no Twitter, colaboradores de periódicos como New York Times, GQ, Foreign Policy, New York Magazine e The Atlantic – entre outros veículos – andam recebem o aviso da Google assim que tentam logar em seu email. A mensagem surge na forma de um banner muito parecido com o exibido no caso anterior, tomando boa parte da tela do navegador do usuário.

“Hackers governamentais podem estar tentando roubar a sua senha. Há uma chance que esse seja um alarme falso, mas acreditamos que houve a detecção de um ataque governamental com o objetivo de roubar a sua senha. [...] Não podemos revelar o que ativou esse alerta, já que isso pode fazer com que os invasores mudem a sua estratégia, mas se eles conseguirem ter sucesso na operação, podem ganhar acesso aos seus dados”, explica o quadro, sugerindo ainda algumas ferramentas para aprimorar a proteção do perfil.

Não podemos revelar o que ativou esse alerta, já que isso pode fazer com que os invasores mudem a sua estratégia

Suspeita-se que essa onda de tentativas de invasão esteja ligada à recente campanha promovida por hackers ligados ao governo russo após a vitória de Donald Trump na última eleição norte-americana. Os ataques usaram técnicas de phishing para tentar capturar contas, com o material coletado podendo servir de combustível para essa nova empreitada dos criminosos digitais contra o Gmail.

Cupons de desconto TecMundo: