Após fazer de Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, e de Dick Costolo, ex-CEO do Twitter, suas vítimas, o grupo hacker OurMine Team decidiu invadir a privacidade de Sundar Pichai, CEO da Google. O ataque foi realizado no domingo (26) e atingiu a conta de Pichai no Quora, um fórum de perguntas e respostas.

“Hey, aqui é o OurMine, e estamos apenas testando sua segurança. Por favor, visite o site do OurMine para melhorias”, publicaram os cibercriminosos. As mensagens foram também replicadas pelo Twitter do porta-voz da Google, uma vez que o Quora está conectado ao microblog. Os posts alimentaram o feed dos mais de 508 mil seguidores de Pichai, mas já foram apagados.

O grupo estaria "apenas testando os níveis de segurança da conta"

Verificação de segurança ou roubo de dados?

Segundo o portal The Mic, que teria entrevistado um representante do coletivo, o grupo é composto por três pessoas. O objetivo do OurMine seria testar os níveis de segurança dos perfis de executivos, o que justificaria a publicação de mensagens que orientam o dono da conta a consultar os pacotes de serviços dos hackers.

O escaneamento de redes sociais, sites, aplicativos e até mesmo dos perfis dos funcionários de uma empresa pode ser feito por US$ 5 mil (cerca de R$ 16,9 mil) – usuários comuns teriam de pagar entre US$ 100 e US$ 500 pela verificação de segurança de perfis em redes como Twitter, Facebook e Instagram. Não se sabe se Pichai teve de pagar ao OurMine para retomar o controle de sua conta no Quora. 

  • Hackers sequestram contas de Mark Zuckerbeg nas redes sociais (saiba mais).

Cupons de desconto TecMundo: