A Agência Federal de Investigação norte-americana (FBI), ao lado da Traffic Safety Administration (NHTSA), publicou um documento alertando montadoras de veículos no que toca a crescente "vulnerabilidade" sobre ataques hackers.

Cada vez mais, painéis de carros ficam similares aos computadores — e com vários tipos de conexões, como Bluetooth e até WiFi, invasões hackers podem se tornar mais frequentes.

"O FBI e a NHTSA estão alertando o público geral e as fabricantes — de veículos, componentes de veículos e dispositivos de mercado —, para manter o cuidado sobre ameaças e problemas de cyber segurança que têm relação às tecnologias presentes nos veículos modernos".

Problema passado

Ano passado, um problema do tipo fez a Fiat Chrysler realizar um recall de 1,4 milhão de carros nos EUA para instalar um software de segurança no sistema. Também em 2015, a GM atualizou o aplicativo de smartphone que pareava com algumas funções do carro híbrido Volt — no caso, se o app fosse hackeado, o invasor poderia ligar o veículo e até abrir as portas.

"Mesmo que nem todos os incidentes resultem em riscos à segurança, como um invasor pegando o controle de um carro, é importante que os consumidores tomem passos apropriados para diminuir os riscos", comentaram o FBI e a NHTSA.

Já é importante tomar medidas de seguranças sobre hackers em carros? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: