Apesar de a ASUS ter entrado há pouquíssimo tempo no segmento mobile, principalmente se comparado com outras gigantes – como as veteranas Samsung, LG e Motorola –, a empresa vem, ano a ano, deixando a sua marca no setor. Depois da boa recepção da linha Zenfone 2, da chegada da família Zenfone 3 e dos anúncios de peso na forma do Zenfone Zoom 3 e do já bastante aguardado Zenfone AR, os taiwaneses parecem ter atingido todas a metas de uma iniciante nesse mercado. O objetivo deles agora? Dobrar a meta, é claro!

Somente em 2016, a fabricante vendeu nada menos que 20 milhões de unidades dos seus celulares, um montante que, com toda a certeza, foi turbinado pelos novos celulares da marca, que trocaram os não tão queridos processadores mobile da Intel por opções mais robustas e compatíveis da Qualcomm. O hardware competente, o design bonito e o preço convidativo – se excluirmos a versão Deluxe do dispositivo – do Zenfone 3 parecem ter conquistado consumidores de todas as partes do mundo, inclusive do Brasil.

O Zenfone AR conquistou os visitantes da CES 2017; será que isso se repete com os consumidores?

Como manter a boa fase e vender duas vezes mais gadgets? Para a ASUS, a resposta pode ser não deixar as engrenagens – e os bons lançamentos – pararem. O Zenfone AR, por exemplo, talvez seja um dos grandes responsáveis por consolidar a marca no futuro. Claro que um aparelho com 8 GB de RAM, suporte a recursos AR/ VR e que traz um sistema de resfriamento a vapor não será barato o suficiente para ser o carro-chefe dos taiwaneses, mas é certo que ele vai mostrar que a companhia investe em tecnologia de ponta.

Seu bolso é o alvo!

A recente chegada do Zenfone Pegasus 3S à China dá um gostinho de como a empresa pretende ampliar os seus números em escala mundial – podendo crescer mais de 20% em algumas localidades. Quem deve liderar a boiada da ASUS em 2017 quando o assunto é smartphone, então? Oras, o Zenfone 4! De acordo com Jerry Shen, CEO da marca, a nova família principal da casa deve dar as caras logo mais, no segundo trimestre deste ano. Com ela, a ideia é chegar o mais perto possível das 35 a 40 milhões de unidades.

É bem provável que saibamos mais sobre os planos da ASUS muito em breve

Dependendo do custo-benefício desses aparelhos e se não houver nenhum tipo de escorregada pelo caminho, não é difícil imaginar um teto consideravelmente alto para as vendas como esse, hein? Seja como for, com uma data tão próxima para esses celulares serem colocados no mercado, é bem provável que saibamos mais sobre os planos da ASUS muito em breve. Será que veremos uma prévia desses gadgets na MWC 2017?

Cupons de desconto TecMundo: