Uma das imagens capturadas do cometa C/2012 S1 (Fonte da imagem: Reprodução/Remanzacco Observatory)

O ano de 2012 mal acabou, mas astrônomos e curiosos pelo espaço não veem a hora de chegar novembro de 2013, mês em que o cometa C/2012 S1 será visto a olho nu pelos habitantes da Terra. Apesar de ainda ser cedo para definir com exatidão a trajetória do astro — e de isso ser necessário para estimar com certeza o seu brilho —, os astrônomos russos que o descobriram acreditam que ele poderá ser mais brilhante do que a lua cheia.

No momento, o cometa está próximo à órbita de Júpiter e, de acordo com suas características, os cientistas acreditam que ele tem sua origem na nuvem de Oort, uma região hipotética (ou seja, não observada diretamente) ao redor do nosso Sistema Solar e que os astrônomos acreditam abrigar milhares de cometas e asteroides.

O C/2012 S1 (também apelidado de ISON) terá a aproximação máxima do Sol no dia 29 de novembro de 2013, estando visível aos olhares mais curiosos até janeiro de 2014. 

Cupons de desconto TecMundo: