Sistema Solar leva 200 milhões de ano para dar uma volta completa (Fonte da imagem: NAOJ)

Uma equipe de astrônomos liderada pelo professor Mareki Honma, no Observatório Nacional Astronômico do Japão (NAOJ), determinou com mais precisão algumas medidas referentes à nossa galáxia. Usando radiotelescópios bastante avançados, os novos cálculos garantem que a Via Láctea tem mais matéria escura do que imaginávamos.

De acordo com o press release liberado pela organização, as novas descobertas dizem que a distância do Sol até o centro da galáxia é de 26,1 mil anos-luz. Além disso, a velocidade de rotação da Via Láctea na região do nosso sistema solar é de 240 km/s, velocidade ligeiramente maior do que a considerada pela União Astronômica Internacional (IAU) desde 1985 (220 km/s).

Com base nisso, os cientistas também estimaram uma nova massa para a Via Láctea, já que essa propriedade influencia no cálculo da velocidade. De acordo com o NAOJ, a massa da nossa galáxia é cerca de 20% maior e possui mais matéria escura na região do Sistema Solar do que imaginávamos anteriormente.

Esses são os dados mais recentes e precisos que temos, no momento, sobre a Via Láctea. Porém, é provável que, nos próximos 10 anos, eles sejam novamente atualizados, já que os cientistas poderão contar com novos equipamentos e o satélite GAIA, que será lançado ao espaço em 2013.

Cupons de desconto TecMundo: