Conforme a tecnologia dos smartphones aumenta, eles se tornam dispositivos ainda mais poderosos e rápidos. Com especificações que impressionam a cada vez que uma nova geração de celulares é lançada, podemos esperar para 2018 dispositivos móveis com capacidades incríveis de armazenamento e velocidade de transferência de dados.

Quem conseguiu dar essa ampliada na potência dos dispositivos de armazenamento foi uma empresa chamada Silicon Motion Technology, anunciando a versão 2.1 da UFS

A tecnologia de armazenamento chamada UFS (Universal Flash Storage) em smartphones, que deve pintar em aparelhos já no ano que vem, tem performance de leitura e gravação de até 50.000 / 40.000 IOPS (Input/Output Operations Per Seconds; em português, Operações de Entrada e Saída por Segundo).

Para se ter uma ideia, em comparação, a tecnologia UFS usada hoje em dia pode realizar essas tarefas em 19.000 / 14.000 IOPS. A primeira marca que utilizou esse sistema em um smartphone foi a Samsung, em sua linha Galaxy S6, mas quem conseguiu dar essa ampliada na potência dos dispositivos de armazenamento foi uma empresa chamada Silicon Motion Technology, anunciando a versão 2.1 da UFS.

Ultrapassando barreiras

Com isso, uma Universal Flash Storage, além da velocidade absurda de transferência de arquivos, pode chegar a ter até 512 GB de espaço, sendo muito maior do que a encontrada atualmente no mercado e pelo menos três vezes mais rápida, o que pode tornar a tecnologia atual mais utilizada – chamada eMMC – praticamente obsoleta em alguns anos.

A produção das primeiras UFSs para serem aplicadas em smartphones deve começar até o fim de 2017.

Cupons de desconto TecMundo: