Duas notícias alarmantes sacudiram o mundo na tarde desta quinta-feira (17). Além da queda de um avião da Malaysia Airlines com 295 pessoas a bordo, supostamente derrubado por um míssil terra-ar, o premiê israelense Benjamin Netanyahu anunciou há instantes que Israel fará uma operação militar por terra na Faixa de Gaza, visando eliminar “túneis utilizados para atividades terroristas”.

Segundo o político, a ofensiva vai incluir operações de infantaria, artilharia e inteligência, e terá apoio da Força Aérea e da Marinha. A decisão conta com a aprovação do gabinete de segurança de Israel devido à recusa do grupo islâmico Hamas em aceitar um acordo de cessar-fogo proposto pelo governo egípcio.

O conflito na região, que reconhecidamente teve início na década de 40, tem no momento uma das situações mais perigosas desde 2012.

Em resposta à ação de Israel, o porta-voz do Hamas destacou que a incursão por terra é “tola” e terá “consequências terríveis”. No momento, há tanques posicionados na fronteira efetuando disparos, além de bombardeios de grande intensidade pelo ar e pelo mar.

Internet reage

Por meio das redes sociais, em especial o Twitter, diversos usuários compartilham neste momento informações relacionadas ao conflito. A tag #GazaUnderAttack, por exemplo, tem sido amplamente explorada para divulgação de imagens do conflito. Há relatórios de explosões em vários pontos da cidade, além de ataques até mesmo a hospitais.

Cupons de desconto TecMundo: