Pushbullet é um app para Android e iOS que está há alguns anos no mercado, e permite que um smartphone se comunique diretamente com um computador, enviando mensagens, links e arquivos entre os dois dispositivos. Até ontem, o programa era completamente gratuito, mas a companhia por trás do desenvolvimento do app anunciou que o programa agora passa a ter uma versão paga.

Batizada de Pushbullet Pro, a nova opção do aplicativo não é exatamente nova, uma vez que a maior parte das funções que estão restritas a quem resolver pagar já existia antes, e sem que fosse preciso que o usuário colocasse a mão no bolso. Para quem realmente não consegue viver sem o app e todas as funções que ele já possuía, há duas opções de pagamento.

A primeira é uma cobrança mensal de US$ 4,99 (cerca de R$ 19), enquanto a outra é um pagamento anual de US$ 39,99 (cerca de R$ 152,2). Quem decidir cancelar o plano mais caro antes de passado um ano pode fazê-lo a qualquer momento, e a pessoa recebe de volta a diferença referente aos meses restantes.

A tabela acima aponta exatamente o que cada versão oferece. As vantagens do plano pago são o envio de arquivos de até 1 GB (contra 25 MB do modelo gratuito) e 100 GB de espaço de armazenamento (2 GB na versão grátis). Também há o envio ilimitado de SMS/WhatsApp/Kik/etc (100/mensais no plano sem custo), notificações com opções de ação (simples visualização no modelo gratuito), copiar e colar de forma universal entre os dispositivos e prioridade no suporte técnico.

De acordo com os desenvolvedores do Pushbullet, essa forma de monetização foi a melhor maneira que eles encontraram para que não fosse preciso encher o app com anúncios publicitários e nem vender seus dados para outra empresa. Se estiver curioso para conhecer o app, pode baixá-lo na Google Play Store clicando aqui ou na App Store através deste link.

Você pagaria por um app que tem praticamente as mesmas funções de quando ele costumava ser pago? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: