O polêmico aplicativo Uber está lançando no Brasil um novo serviço alternativo para transporte de passageiros, o UberX. Trata-se de uma versão mais barata, que custa 30% menos que o valor do Uber tradicional, e que oferece carros mais básicos.

Até então, no Brasil só havia o UberBlack, que limita os motoristas a trabalhar com sedãs pretos fabricados a partir de 2010 com bancos de couro e ar condicionado. A frota do UberX, entretanto, poderá ser constituída de qualquer tipo de carro fabricado a partir de 2008. Contudo, inicialmente, essa novidade estará disponível apenas em São Paulo.

O UberBlack funciona no Brasil há um bom tempo, mas só está presente em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Não há informações sobre quando a versão “X” chegará às outras cidades.

O diretor geral do Uber no Brasil, Guilherme Telles, disse ao Estadão que o novo serviço “é uma resposta aos dois clientes: motoristas e usuários. Havia motoristas que queriam complementar a renda com o Uber, mas o carro não cumpria as exigências anteriores. Ao mesmo tempo havia usuários que queriam ter a experiência do aplicativo, mas com carros mais simples, para ser mais barato”.

Atualmente, o Uber enfrenta processos legais no Brasil e em várias partes do mundo. Como os carros do aplicativo não precisam cumprir exigências legais impostas aos taxistas, a categoria tem levado o caso à justiça em várias ocasiões. No próximo dia 18, uma audiência pública acontecerá na Câmara dos Deputados, em Brasília, para tratar sobre a legalidade ou ilegalidade do app.

Cupons de desconto TecMundo: