A comunicação é uma das funções mais básicas do ser humano, mas, infelizmente, muitas pessoas têm dificuldade em realizá-la por conta de problemas de saúde ou necessidades especiais.

Esse é o caso da filha de Carlos Edmar Pereira, CEO da empresa Agora Eu Consigo Tecnologias de Inclusão Ltda. Para ajudar a filha, portadora de deficiência cerebral – e muitos outros que compartilham uma situação similar – a se comunicar com mais facilidade, Carlos desenvolveu o aplicativo Livox (Liberdade em Voz Alta) em conjunto com uma equipe de analistas de sistemas, fonoaudiólogos e terapeutas.

Tecnologia avançada para ajudar quem precisa

O software está presente em muitas APAEs (Associação de Parentes e Amigos dos Excepcionais) do Brasil e ajuda pessoas com as mais diversas dificuldades a se comunicarem com maior facilidade.

Livox utiliza muitos recursos interessantes: touch inteligente que corrige o toque imperfeito de uma pessoa com deficiência, conteúdo educacional, compartilhamento de conteúdo entre tablets, algoritmos que adequam a experiência às pessoas com deficiência motora, cognitiva ou visual, teclado virtual inteligente e muito mais.

Premiado pela ONU

Destaques como esse não passaram batido pela comunidade, e Livox foi reconhecido pela ONU como o melhor aplicativo de inclusão social do mundo. Além de ter ganhado um prêmio, o software é objeto de estudo científico no Hospital das Clínicas em São Paulo. Nesta semana, o aplicativo será apresentado para investidores privados e públicos na Reunião Anual dos Governadores do BDI (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

A iniciativa já atinge mais de 10 mil usuários em todo o país, ajudando as pessoas com dificuldade a exercerem uma função básica do ser humano com mais facilidade.

Cupons de desconto TecMundo: