Se os motoristas contam com o Waze para conduzir seus veículos com informações valiosas para encarar o transito, os pedestres que andam de ônibus agora podem usar o Moovit, um aplicativo que ajuda a encontrar ônibus e seus itinerários.

Assim como o Waze, o programa, nasceu em Israel. Mas isso não é mera coincidência: o fundador do Waze, Uri Levine, faz parte do conselho de diretores do Moovit. Segundo Alex Torres, vice-presidente global de marketing do aplicativo, em entrevista ao site de notícias G1, “É muito satisfatório sermos comparados com o Waze, porque eles fazem muito sucesso no Brasil”.

O Moovit conta com 15 milhões de usuários em todo o mundo, sendo que o seu maior público é brasileiro. São mais de três milhões de brazucas usando o programa todos os dias. São mais de 300 cidades disponíveis ao redor do globo e esse número deve triplicar agora que a empresa recebeu um aporte de 50 milhões de dólares.

Brasil é prioridade

O Brasil conta atualmente com 28 cidades disponíveis, a maior quantidade de cidades em apenas um país no aplicativo. Com o investimento, esse número deve aumentar consideravelmente, já que, segundo Torres, somos o “mercado número um”. O objetivo é ter a maior cobertura do país.

Segundo as informações, já iniciaram os acordos com órgãos municipais de transporte para o fornecimento de informações. Porém, boa parte do conteúdo é gerado pelos próprios usuários, já que o Moovit é um programa colaborativo.

Cupons de desconto TecMundo: