Uma startup dos Estados Unidos decidiu pegar uma ideia que já é amplamente utilizada em outras parte do mundo e transformá-la em um aplicativo funcional. Basicamente, o objetivo deles é uma institucionalização da carona, transformando essa prática em um sistema completo de transporte alternativo. A maior vantagem são os preços cobrados, que estão muito baixos quando comparados com os custos de um táxi.

O aplicativo, batizado de Lyft ("carona" em inglês escrito com "y"), vai mostrar o custo do seu trajeto antes de você pegar o carro. Com ele, você sempre terá como primeira opção a corrida mais barata, e conforme vai aceitando ou recusando os trajetos e motoristas, outras pessoas cobrando preços diferentes aparecerão.  

Segundo os líderes da empresa, o esforço deles é uma tentativa de reformular como pensamos o trânsito. Os criadores têm uma estatística que diz que, em pequenas regiões residenciais, mais de 90% das rotas apresentam quase sempre o mesmo destino (isso se aplica bem aos subúrbios dos Estados Unidos, onde o destino comum normalmente é o centro). “O que nós podemos fazer é construir um novo tipo de transporte público", declarou cofundador da startup, Logan Green. 

Diferenças entre o Lyft e outros aplicativos de carona

Na Europa, é muito frequente a prática já instrumentalizada da carona, como podemos ver em aplicativos e sites como o francês BlaBlacar. Neles você diz o seu trajeto e encontra uma lista de pessoas que vão fazê-lo, seus preços e – mais importante – suas qualificações.

O Lyft pretende ser uma opção viável de transporte público, ou seja, ele não vai funcionar apenas como um mecanismo de carona entre pessoas que precisam viajar ou atravessar longas distâncias, nem será o tipo de coisa que você usa uma vez por mês. O objetivo do Lyft é ser uma solução diária e cotidiana, e para isso ele visa transformar completamente o nosso conceito de carona.

Para isso, ele organiza linhas, isto é, rotas pré-definidas nas quais você pode simplesmente entrar no carro mais próximo que está seguindo esse trajeto. Nesse caso, será possível pegar uma condução, ao lado de outros passageiros, e continuar até o seu destino. Para os motoristas, é um dinheiro rápido a mais enquanto eles se deslocam para seu trabalho ou sua casa.

O destaque é a capacidade do aplicativo de mostrar os diferentes carros comprometidos com as linhas pré-selecionadas. A uniformização do serviço de carona, por enquanto restrito à São Francisco, nos Estados Unidos, parece ser o que fará a diferença entre o Lyft e os demais serviços semelhantes.

E no Brasil?

O Lyft ainda precisará de muitos meses de ajuste para ser lançado nos EUA, portanto sua chegada ao Brasil é improvável ou pelo menos distante. Mesmo que ele viesse, talvez essa opção não funcionasse muito bem devido a nossos problemas de segurança.

Cupons de desconto TecMundo: