Com lançamentos anuais de novas versões de seus badalados smartphones, a Apple parece ter bolado mais um meio de garantir que os consumidores não abandonem a marca tão cedo e, de quebra, estejam sempre com a última versão do aparelho. Para aproveitar a tradição de produtos periódicos e o anúncio dos badalados iPhone 6s e iPhone 6s Plus, a companhia resolveu testar um projeto chamado “iPhone Upgrade Program” – algo como “Programa de Atualização iPhone”.

Começando pelos Estados Unidos, o programa permite que qualquer pessoa vá até uma Apple Store e se cadastre para receber um celular novo por ano – assim que a nova edição ficar disponível – totalmente desbloqueado, sem estar atrelado a nenhuma operadora. Claro que nada é de graça. O consumidor precisa primeiro selecionar um modelo à sua escolha para dar início ao “programa de fidelidade” da Empresa da Maçã e, a partir daí, pagar mensalmente um valor fixo por 12 ou 24 meses.

Lógico que essa mensalidade muda conforme o tipo e o espaço em disco do equipamento escolhido. Quem pretende partir para o iPhone 6s, por exemplo, vai pagar prestações suaves de US$ 32,41 (16 GB), US$ 36,58 (64 GB) e US$ 40,75 (128 GB). Os que gostam de displays maiores e não dispensam o tamanho mais robusto do iPhone 6s Plus, por sua vez, ficam com um abate de US$ 36,58 (16 GB) e US$ 40,75 (64 GB) e US$ 44,91 (128 GB) a cada 30 dias. O pacote ainda garante a inclusão da garantia AppleCare+ durante todo o período.

Independentemente de você ter escolhido distribuir o pagamento por um ou dois anos, a companhia garante que um novo iPhone vai chegar na sua casa a cada 12 meses – o que não cessa a cobrança dos valores do plano de 24 meses. Assim que o cliente receber seu iPhone 7, 7s ou qualquer outra nomenclatura que a Apple resolver adotar, o “iPhone Upgrade Program” será reiniciado e uma nova rodada de mensalidade começa a entrar em vigor. O sistema estreia no dia 12 de setembro, mesma data do início da pré-venda dos novos celulares da marca.

Ainda não se sabe quando esse programa será expandido para o resto do mundo, mas fica aquela sensação de que, se ele vier para o Brasil, o valor das parcelas será “levemente” mais alto do que o praticado lá fora. E aí, acha que é uma boa ideia para quem não pensa em deixar de lado os produtos da companhia de Cupertino?

Novo programa da Apple quer que você tenha um iPhone novo a cada ano! Comente sobre o sistema de venda no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: