De acordo com o mais recente relatório da App Annie, companhia que monitora as lojas digitais, a China superou os Estados Unidos em número de downloads na App Store no primeiro trimestre de 2015. Até então, a potência norte-americana estava em primeiro lugar.

No entanto, os Estados Unidos continuam sendo o país que mais gasta com aplicativos nessa loja virtual. Nesse ranking, a China aparece em terceiro, logo atrás do Japão.

Para o site, parte do motivo que fez a China subir no ranking foi o lançamento do iPhone 6 e do iPhone 6 Plus, pois há uma demanda maior na Ásia por aparelhos com telas maiores. No quarto trimestre de 2014, aproximadamente 60% dos celulares enviados ao país tinham telas entre 5 e 7 polegadas, enquanto a média mundial é de 40%.

O crescimento chinês foi impulsionado principalmente pelos jogos e aplicativos de fotos. O Pitu, por exemplo, publicado pela gigante Tencent, é um dos apps de fotografia mais populares no primeiro trimestre do ano.

México surge como potência no Android

Em termos mundiais, a quantidade de downloads da Google Play, a loja dos aparelhos com Android, foi 70% maior que na App Store, mas, no quesito arrecadação, as posições se invertem, sendo que a loja da Apple vende 70% a mais que a da Google. Em ambos os casos, a distância está aumentando, já que no terceiro trimestre de 2014 as diferenças eram de 60%.

No "front" do Android, o México aparece com destaque na métrica download, tendo tirado o quinto lugar da Coreia do Sul, uma potência móvel. Estados Unidos e Brasil lideram no quesito. Em termos de arrecadação, os japoneses são os que mais gastaram na loja da Google, seguidos pelos Estados Unidos e pela Coreia do Sul.

Cupons de desconto TecMundo: