Antes do lançamento do iPhone 6, a Apple tinha planos de produzir as famosas telas de safira para seus aparelhos. Como já sabemos, a utilização do material nobre foi por água abaixo — pelo menos por agora —, já que os novos iGadgets vieram com displays de vidro. Parece que ninguém se feriu com esse movimento. Mas, por trás dessa jogada, uma empresa está entrando em falência.

A GT Advanced Technologies seria a única fabricante das telas de safira do iPhone 6 — hoje, a produtora da peça de vidro é a LG. Para isso, um valor alto foi investido em pessoal e maquinário, já que a demanda poderia ser grande. A GT construiu 2 mil fornalhas para produzir os displays de safira e, com esta quantidade, recebeu US$ 439 milhões da Apple em empréstimos.

Com a derrocada das famosas telas, a GT ficou com todo esse material nas mãos e ainda precisa pagar de volta esse empréstimo à Apple. Para não ir à falência, a fabricante fez um pedido ao juizado de Springfield para levantar dinheiro com a venda de suas 2 mil fornalhas. Para ajudar na comercialização desse maquinário, a Apple pagou 50 milhões à fornecedora, valor que será descontado da dívida existente entre as duas companhias.

Valores da revenda

Cada um dos fornos terá o valor de US$ 500 mil, e a venda deles será dividida entre Apple e GT — com a Maçã recebendo US$ 169 mil por cada venda do primeiro lote com 500 unidades. O retorno financeiro das fornalhas também poderá ser utilizado no pagamento da companhia do Jobs.

Este movimento ainda libera a GT Advanced Technologies para negociar com qualquer com outra empresa interessada na tecnologia.

Cupons de desconto TecMundo: