O primeiro-ministro da Finlândia atribui a crise econômica do país à Apple. A acusação foi feita durante entrevista concedida à CNBC nesta segunda-feira (13). De acordo com Alexander Stubb, “dois campeões” da indústria finlandesa foram derrubados pela Maçã. “De forma paradoxal, acho que podemos dizer que o iPhone aniquilou a Nokia e o iPad matou a indústria de papel”, afirmou o político.

As companhias de origem finlandesa UPM-Kymmene e Stora Enso são as principais produtoras de papel da Europa. Crucial para a economia do país, o setor se vê em crise também devido à popularização de leitores digitais e tablets. Em 2013, estatísticas geradas pelo Finnish Forest Research Institute (Melta) classificaram o segmento de produção papeleira como “pobre” – a contração do mercado deverá ser notada no país ainda durante 2014.

“[A indústria] florestal está recuando em termos de bioenergia e outras coisas. E, na verdade, uma nova Nokia emergiu em termos de [Nokia] Networks. Usualmente, acontece que, quando você passa por tempos difíceis, é possível se pensar em mais inovação para o setor público – e nosso trabalho é criar uma plataforma para isso”, observou o primeiro-ministro. Stubb se refere à mudança de cenário notada desde 2000, época próxima ao lançamento do smartphone da Apple.

O político deixou claro ainda que o governo, se quiser contornar a crise pela qual suas duas indústrias passam, deverá trabalhar duro para que plataformas sejam construídas. Programas dedicados aos cuidados com saúde, pensões e orçamentos municipais são as três áreas que mais precisam receber investimentos. “Precisamos apenas manter [esta reforma]”, afirmou.

A agência Standart & Poors, vale dizer, citou como motivo do tímido desenvolvimento o rebaixamento do país na classificação de suas dívidas (de AAA para AA+). Leia mais aqui.

Cupons de desconto TecMundo: