(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

A Apple registrou uma queda nas vendas de Macs, pelo menos nos Estados Unidos. De acordo com a IDC, os embarques de computadores pessoais da Apple no Estados país caiu 11,2% ano-sobre-ano para 1,9 milhões de máquinas.

O IDC aponta que, no mesmo período, a indústria de PCs em geral teve uma queda de 0,2%, sendo que apenas Lenovo, Dell e HP conseguiram crescer no segmento durante o período. Ou seja, o declínio da Apple foi 56 vezes maior que o da indústria em geral.

Entretanto, os analistas acreditam que essa diminuição nas vendas não pode ser comparada diretamente com o mercado de PCs em geral, principalmente porque a venda de Macs está diretamente ligada com o lançamento de novos produtos, e que 2013 não foi exatamente um ano de “novidades” na área, pelo menos por enquanto.

O lançamento dos novos MacBooks está programado para o final desse ano e deve dar um bom impulso nas vendas desses equipamentos.

Além disso, com os anos, a empresa tem mudado o foco e o direcionamento de seus produtos, segundo afirma Rajani Singh, um analista da IDC. De acordo com ele, no segundo trimestre deste ano 51% do faturamento da Maçã foi gerado pelo iPhone, enquanto o Mac gerou apenas 18% de receita para a Apple.

Canibalização dos produtos

O mercado de computadores pessoais também está sofrendo um pouco com a canibalização de produtos, principalmente de notebooks mais simples, que estão perdendo mercado para os tablets.

Entretanto, esse não é um problema para o CEO da Apple, Tim Cook. Segundo ele, isso é normal no mercado, e é preciso abraçar isso como uma oportunidade, pois se você não fizer nada, os concorrentes vão fazer: “Nós sabemos que o iPad pode canibalizar alguns Macs, e isso não nos preocupa”.

Singh afirma que essa queda constante na venda de Macs está ligada diretamente a essa canibalização que os produtos estão sofrendo para os iPads, o que não é necessariamente um problema para a Apple, já que ambos os produtos são dela.

Cupons de desconto TecMundo: