(Fonte da imagem: Reprodução/VentureBeat)

Embora a Apple negue a existência do esperado iWatch, uma ação do departamento legal da companhia pode ter confirmado que o dispositivo realmente está sendo desenvolvido. Segundo o jornal russo Izvestia, a empresa de Cupertino está tentando obter os direitos de uso da marca no país.

A notícia adiciona mais força aos rumores de que a corporação está desenvolvendo uma espécie de computador pessoal que fica fixo ao pulso do usuário. Recentemente, o CEO Tim Cook afirmou que, embora não veja o Google Glass como algo que tenha muito apelo comercial, sua empresa está estudando com carinho o mercado de eletrônicos que podem ser vestidos.

Segundo o Izvestia, os documentos enviados pela Apple aos escritórios de patentes da Rússia pedem o direito de usar a marca “iWatch” em dispositivos relacionados a computadores pessoais e seus periféricos e em relógios. Caso a empresa realmente queira usar essa marca, ela deve enfrentar diversas dores de cabeça — incluindo conflitos com a pessoa responsável por registrar recentemente o domínio iwatch.com.

Aparentemente, a Apple já possui os direitos sobre o nome na Jamaica, país no qual a maioria das companhias internacionais registra primeiro seus produtos para evitar os olhares do público. Ao que tudo indica, esse registro (feito em dezembro de 2012) está sendo usado como base para a companhia contestar o uso da marca por outras organizações.

Cupons de desconto TecMundo: