Atualmente, não é raro que sejam as fabricantes de capinhas de proteção quem acabem vazando o visual de celulares ainda não lançados, seja pelo vazamento de peças de mocape ou por especulações feitas em cima das características do produto – como posição dos botões e detalhes da abertura da câmera, por exemplo. No caso da Apple, no entanto, os cases são uma de suas principais armas para evitar que bisbilhoteiros confiram seus futuros iPhones antes da época.

Como esses smartphones da Maçã também precisam ser levados de um ponto a outro ou passam por alguns testes externos, é quase inevitável que eles sejam vistos nas mãos de alguns funcionários de alto escalão da companhia. Para minimizar as chances de vazamento, fotos ou olhares indesejados, a empresa criou um case de transporte que não tem como função principal proteger o gadget de impactos ou valorizar a beleza do dispositivo, mas sim cobrir o máximo possível de sua superfície.

Assim fica difícil ter um gostinho dos futuros iPhone, não é?

Nas fotos recebidas pelo site MacRumors, dá para ver que esse acessório envolve quase que completamente o aparelho, escondendo simultaneamente qualquer indicação sobre mudanças na posição dos botões, alterações no design traseiro ou na curvatura das bordas e tornando bem difícil adivinhar a espessura do equipamento. Algo que parece um corte na película frontal do celular também pode dar pistas de uma possível cobertura para impedir que qualquer variação no display seja identificada.

O aguardado iPhone 8 pode estar circulando em uma dessas capinhas

Na prática, isso quer dizer que o aguardado iPhone 8 pode estar circulando em uma dessas capinhas para evitar que alguém confirme qualquer uma das novidades esperadas para o brinquedinho. Afinal, Tim Cook deve querer manter a suposta tela OLED de 5,8 polegadas que ocupada boa parte da frente do telefone em segredo, assim como a teórica remoção do botão Home – que pode ter sido trocado por recursos integrados ao display.

Segurança acima de tudo

Outras fotografias mostram uma lista de testes pelos quais o dispositivo passa para garantir a sua integridade e um “passaporte” que acompanha o smartphone em suas viagens da fábrica na China para o quartel-general da Apple, em Cupertino. Todos esses procedimentos são levados bem a sério e tanto códigos QR quanto códigos de barras são utilizados a todo momento para garantir que tudo esteja dentro dos conformes.

Cupons de desconto TecMundo: