O iPhone 8 e os novos modelos do iPhone 7 (iPhone 7s e iPhone 7s Plus), com lançamentos previstos para este ano, devem vir com o recurso da recarga sem fio. A dica quente é de um famoso insider do grupo financeiro asiático KGI Securities, o analista Ming-Chi Kuo, que já vinha ventilando essa possibilidade há algum tempo. E a novidade promete encarecer bastante os aparelhos.

Camada extra de grafite para dispersar o calor interno do aparelho pode elevar os preços dos novos iPhones a valores acima de US$ 1 mil, dizem os boatos

De acordo com Ming-Chi, o componente wireless produz mais calor, o que deve levar a Apple a reforçar o interior com uma camada de grafite para proteger o filme do sensor 3D Touch. O upgrade poderia elevar o valor entre incríveis 30% e 50% e isso vai ao encontro de rumores de que a próxima versão do smartphone da Maçã custaria nada menos do US$ 1 mil nos Estados Unidos.

Ainda não há confirmação sobre qual deve ser o provável método de recarga sem fio usado pela Apple: por toque ou a distância

Atualmente, o mercado já disponibiliza dois métodos de alimentação. O primeiro requer o toque do dispositivo em alguma base, e o segundo usa um campo eletromagnético para energizar o smartphone sem que você sequer precise encostá-lo em algo. O insider ainda não sabe dizer qual deles a Maçã deve usar.

Mesmo que Ming-Chi costume acertar várias previsões, por enquanto é melhor tratar tudo isso como boato, já que a gigante de Cupertino não confirmou nada disso.

Cupons de desconto TecMundo: