Embora rumores que relacionam a Apple ao desenvolvimento de carros autônomos sejam antigos, ainda há algumas dúvidas de como a companhia deve tratar a tecnologia. Felizmente, uma carta enviada por Steve Kenner, diretor de integridade de produto da empresa, ajuda a esclarecer seu posicionamento nesse mercado.

Na mensagem enviada por Kenner à National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), ele afirma que a indústria automotiva deve garantir os mesmos direitos a nomes estabelecidos e a companhias que estão entrando agora nessa área. Além disso, ele confirma que a companhia da Maçã está interessada em adotar técnicas de “aprendizado por máquina e automação” no que diz respeito ao desenvolvimento de meios de transporte.

Entre os pontos defendidos pela organização está a remoção de limitações impostas a companhias que desejam testar veículos autônomos que não são aplicadas a fabricantes já estabelecidas. Kenner também advoga a favor da ideia de que empresas da área devem compartilhar dados relacionados a colisões e outros acidentes relacionados a dispositivos autônomos.

Cooperação que mantém a privacidade

Esse compartilhamento não deve implicar em violações de privacidade

“Os dados devem ser suficientes para reconstruir os eventos, incluindo as séries temporárias da cinemática dos veículos, as características da rodovia e objetos”. No entanto, a Apple afirma que esse compartilhamento não deve implicar em violações de privacidade e que as empresas da área devem exercer seus direitos de proteger suas propriedades.

A mensagem de Kenner reforça os rumores de que a companhia da Maçã decidiu abandonar “por enquanto” sua iniciativa de carro autônomo proprietário, preferindo focar no desenvolvimento de sistemas autônomos. Antes de trabalhar na Apple, o executivo exercia o cargo de Diretor Global de Segurança Automotiva na Ford, sendo que a montadora ainda é listada como sua empregadora no LinkedIn.

Cupons de desconto TecMundo: