Uma das críticas que a Apple recebeu por conta do novo MacBook Pro é que a inovação da Touch Bar não foi o suficiente — e que a tela deveria ser toda ela sensível ao toque. Só que a empresa discorda e o vice-presidente de marketing da marca, Phil Schiller, foi quem explicou o motivo.

De acordo com Schiller, um display multitoques no MacBook Pro no lugar da Touch Bar "não seria o suficiente" e acabaria dividindo de vez o uso dos MacBooks em relação aos iMacs. O executivo conta que o recurso foi testado internamente mais de uma vez, mas o instinto da equipe dizia para não aprová-lo e foi o que aconteceu.

Quanto ao uso dos conectores USB-C, Schiller também diz que a Apple estava "mais certa do que nunca" ao fazer a mudança, pois a tecnologia será muito difundida.

Um plano B?

Então a solução seria colocar tela sensível ao toque nos iMacs? Também não, pois isso seria um desastre para a usabilidade. "Você consegue imaginar um iMac de 27 polegadas em que você precisa levantar [o braço] em pleno ar para tentar tocar e fazer coisas?"

Além disso, com a tela sensível ao toque, todos os menus da tela inicial precisariam de um redesign para o uso dos dedos, arruinando a experiência para quem usa o mouse ou outros acessórios. "Você não pode otimizar para as duas coisas", conclui.

Cupons de desconto TecMundo: