Tim Cook acaba de completar cinco anos à frente de uma das maiores empresas de tecnologia de todo o mundo, a Apple. Ele assumiu o cargo de CEO pouco antes de Steve Jobs falecer, quando o cofundador da companhia estava lutando contra um câncer bastante grave.

Por causa disso, o Washington Post realizou uma entrevista muito interessante com Cook, que relembrou alguns momentos de sua trajetória e também fez previsões para o futuro da tecnologia.

Uma das primeiras falas de Cook foi justamente sobre seu antecessor. Quando perguntado sobre como era suceder um dos maiores ícones dos Estados Unidos, ele respondeu: “Steve não é substituível. Ele foi o único em tudo o que fez.”

Ele também não imaginava que iria ficar sozinho no papel de CEO, pois Jobs deveria seguir como o Chairman da empresa por um longo tempo. Cook tinha certeza de que Jobs estaria por lá: “Eu estava convencido de que ele iria se recuperar, porque ele sempre superava tudo!”.

Olhando para o futuro

As perguntas do WP também foram bastante voltadas ao futuro da Apple. Cook foi questionado acerca das opções que a Apple tem para reverter o fluxo do mercado de smartphones, que hoje não cresce tanto quanto acontecia alguns anos atrás. Quais estratégias a companhia teria para os iPhones?

Tim Cook, no lançamento do iPhone 6s

Cook diz que vê o mercado de smartphones como o “melhor do mundo”, pois há nele enormes oportunidades de ação. É claro que há desafios, mas todos eles podem ser enfrentados, sendo possível até mesmo imaginar que, algum dia, “todas as pessoas do mundo vão ter um smartphone [para comunicação, trabalho ou entretenimento]".

Para um bom futuro, ele acredita que a chave está na inteligência artificial (AI, na sigla em inglês). O motivo disso? Cook crê que a AI “vai ter assistentes muito melhores do que hoje” e “vai fazer com que os produtos se tornem cada vez mais essenciais” para os consumidores. Ele completa: “Se hoje você não sai de casa sem isso, no futuro você vai estar conectado a todo tempo”.

O mercado de smartphones é o melhor do mundo, segundo Cook

Logo, os recursos de hardware serão capazes de interpretar muito mais informações do que vemos atualmente. Dessa forma, os smartphones devem se tornar mais proativos para levar novas possibilidades aos consumidores — algo que será diretamente aplicado à Siri, é claro. É assim que a inteligência artificial deve se tornar um diferencial de alto nível nos próximos anos.

Novas realidades

Cook também foi questionado acerca de realidade aumentada e realidade virtual. Ele não respondeu com detalhes muito claros, mas foi sugestivo ao dizer que esse tipo de tecnologia é realmente “extremamente interessante” e que há “várias coisas sendo feitas atrás das cortinas”.

......

Será que algo disso vai ser mostrado já nos iPhones 7?

Cupons de desconto TecMundo: