Pode parecer piada, mas a Apple está sendo processada na China por ter supostamente copiado o design do smartphone 100C, da marca local Baili, em seus iPhones 6 e 6 Plus. Um tribunal de Pequim chegou a emitir uma ordem que proibia a venda desses dois produtos da Apple na região, mas a empresa entrou com um recurso para se defender da acusação.

É irônico a Apple ser processada por tal detalhe quando ela normalmente é muito incisiva em seus próprios processos sobre design contra concorrentes como a Samsung. Fora isso, marcas chinesas têm copiado o design dos iPhones e saído impunes por anos.

Não há informações precisas sobre detalhes do processo, mas existe a possibilidade de a Baili ser uma daquelas empresas chamadas de “patent trolls”, que se aproveitam do sistema de propriedade intelectual para extorquir companhias maiores.

100C, da Baili, aparelho que a Apple teria copiado para produzir o design de seu iPhone 6

Já foi levantada também a possibilidade de essa marca ter lançado o seu 100C baseado nos vazamentos do iPhone 6 que aconteceram muitos meses antes de o aparelho ser de fato mostrado ao público.

Marcas chinesas têm copiado o design dos iPhones e saído impunes por anos

De qualquer maneira, as chances de a Baili sair vitoriosa e conseguir impedir que a Apple continue vendendo iPhones 6 e 6 Plus na China são grandes. Recentemente, a empresa norte-americana foi obrigada a desativar o iBooks e o iTunes Movies no país asiático por conta de processos similares, dando a entender que o sistema legal da China não tem intenção de favorecer a empresa estrangeira.

Ainda que os iPhones 6 e 6 Plus sejam banidos da China, isso talvez não seja tão prejudicial para a Apple. Isso porque, por alguma razão, a atual geração de iPhones (6s/6s Plus) não está envolvida nessa possível proibição. Além do mais, com o lançamento iminente dos iPhones 7 e 7 Plus, os modelos 6/6 Plus não seriam mais produzidos nem vendidos por lá.

Cupons de desconto TecMundo: