O Apple Watch é objeto de desejo de muitos consumidores, ainda mais os fãs da Maçã, que são aficionados pela marca. No entanto, sabemos que o “custo-Brasil” é um dos mais caros do mundo, e o relógio inteligente ainda não deu as caras por aqui oficialmente. Enquanto isso, mais 10 países recebem o dispositivo. Nós já até fizemos análise dele.

O smartwatch foi originalmente lançado em nove países. A partir de hoje, outros sete entraram na brincadeira: Itália, México, Singapura, Coreia do Sul, Espanha, Suíça e Taiwan. E não para por aí: a partir de 17 de julho, mais três receberão o acessório de pulso: Noruega, Suécia e Tailândia.

Vendas vão bem, mas caíram no último mês

Desde que foi lançado, o Apple Watch vendeu aproximadamente 2,4 milhões de unidades, mas, de acordo com pesquisa recente do KGI, as vendas caíram cerca de 30% no último mês. Ainda assim, a Apple emitiu uma declaração positiva sobre o desempenho comercial de seu relógio inteligente:

“A resposta ao Apple Watch superou nossas expectativas de todas as formas, e estamos empolgados em trazer mais aos consumidores ao redor do mundo. Também estamos progredindo bastante com encomendas do smartwatch e agradecemos nossos consumidores por sua paciência”, diz a declaração.

E no Brasil?

O TecMundo entrou em contato com a Apple do Brasil para checar se há alguma previsão – quem sabe até com estimativa de preço – do Apple Watch por aqui. Sabemos que a Anatel homologou o dispositivo recentemente e esse é um ótimo indicativo, mas ainda não há um posicionamento concreto da Maçã. Atualizaremos esta notícia conforme necessário.

Cupons de desconto TecMundo: