O lançamento do Apple Watch está cada vez mais próximo (o grande dia é em 24 de abril) e a Apple sabe que é agora é a hora mais importante de construir o chamado "hype" em torno do aparelho. Em uma matéria especial do canal de notícias ABC News, a companhia resolveu quebrar o silêncio e alguns dos segredos por trás do relógio.

Mais especificamente, a Apple mostrou o laboratório onde são realizados os testes das tecnologias de fitness e saúde. O lugar é extremamente secreto: a repórter foi a primeira que não é da empresa a adentrar o galpão.

Trabalho suado (literalmente)

Lá, funcionários da Apple andam em esteiras, pedalam em bicicletas ergométricas, fazem alongamentos ou abdominais e vários outros movimentos. O objetivo é definir os dados básicos do Health Kit, ou seja, fazer com que o sistema aprenda a "medir" calorias gastas (também pela respiração, o que explica as máscaras bizarras), além de aprender sobre quais exercícios são mais eficientes e em que parte do corpo atuam.

Testes de temperatura e umidade também são realizados, já que alterações climáticas fazem a diferença nos cálculos. Ao todo, foram quase dois anos de exercícios físicos com sensores conectados ao corpo — tudo para que o sistema de fitness seja o mais preciso e completo possível.

O curioso é que os próprios funcionários não faziam ideia de que o suor gasto era para o relógio. "Eles nem sabiam no que estavam trabalhando. (...) Parece um episódio de ficção científica de Breaking Bad", diz o vice-presidente sênior de operações da Apple, Jeff Williams.

Cupons de desconto TecMundo: