Embora sejam rivais no mercado de smartphones (e nos tribunais), a Apple e a Samsung ainda possuem uma relação de codependência no que diz respeito à fabricação de dispositivos e peças de hardware. Prova disso são os indícios de que algumas unidades do Apple Watch devem ter seus processadores produzidos pela gigante sul-coreana.

Segundo o DiGiTimes, a Samsung deve fornecer entre 3 mil a 4 mil pastilhas de 12 polegadas com sua tecnologia de 28 nanômetros para a empresa de Cupertino. Com isso, ao menos uma parte importante do S1 SiP (system-in-package) presente no novo smartwatch deve ficar a cargo da fabricante, que também é responsável por produtos concorrentes, como o Gear S.

Embora a quantidade de pedidos seja respeitável, ainda está incerto se ela vai ser suficiente para suprir a demanda pelo novo aparelho — a expectativa é que, somente em 2015, sejam vendidas 10 milhões de unidades do Apple Watch. Entre os demais fornecedores utilizados pela Apple devem estar a Advanced Semicondutor Engineering (ASE), que deve atuar como a principal fornecedora dos processadores S1 utilizados no gadget.

Cupons de desconto TecMundo: