A McAfee, empresa integrante da Intel Security, concluiu recentemente um novo relatório de ameaças no qual mostra que o volume de malwares para dispositivos móveis no primeiro trimestre de 2014 apresentou crescimento de 167% em relação ao mesmo período do ano passado. As novas ameaças, detectadas apenas no primeiro trimestre, somam 760 mil, e o total de ameaças móveis detectadas pela empresa alcança quase 4 milhões.

A atividade criminosa a partir de dispositivos móveis vem se aprimorando ao longo do tempo. Recentemente, os desenvolvedores de malware começaram a usar recursos indevidamente ou a explorar vulnerabilidades não apenas da plataforma, mas também de aplicativos e serviços legítimos. A maior parte deles tenta roubar informações confidenciais ou enviar mensagens SMS para serviços pagos usando APIs padrões da plataforma.

Os pesquisadores da McAfee descobriram um aplicativo suspeito para Android, o Android/BadInst.A, capaz de realizar downloads automaticamente, instalar e iniciar outros aplicativos sem solicitar a permissão do usuário. Sem o procedimento de confirmação de instalação, os usuários ficam expostos a um risco significativo, incluindo o vazamento de informações confidenciais e a possibilidade de instalação de malwares mais perigosos. 

Outra descoberta do McAfee Labs foi o cavalo de Troia Android/Balloonpopper.A, que explorava um ponto fraco no método de criptografia do aplicativo WhatsApp. Disfarçado de um aplicativo de jogo, o malware roubava conversas e fotos armazenadas no dispositivo e as enviava secretamente para o servidor remoto do criminoso.

O Relatório de Ameaças da McAfee Labs está disponível neste link.

Cupons de desconto TecMundo: