Na quinta-feira da semana passada (11), noticiamos que a Google tinha atualizado o Chrome OS para permitir a execução de apps desenvolvidos para Android. No entanto, os quatro apps compatíveis (Duolingo, Evernote, Sight Words e Vine) que foram anunciados não foram suficientes para satisfazer a maioria dos fãs da plataforma da Google.

Segundo informações da ars technica, um desenvolvedor achou uma forma de hackear o “App Runtime for Chrome”, extensão do Chrome OS que garante a compatibilidade parcial com o Android, para rodar (quase) qualquer app disponível na Google Play.

O mais interessante é que os apps podem ser executados em qualquer plataforma em que o navegador Google Chrome esteja disponível: ou seja, no Windows, Mac e Linux.

Ferramentas

Para facilitar o processo de execução, o programador criou uma extensão chamada ARChon que permite que os apps sejam simplesmente arrastados até o Chrome. Primeiramente, no entanto, os programas devem ser convertidos através do chromeos-apk, já que o browser não aceita o formato APK.

Segundo Ron Amadeo, muitos apps rodam de forma instável e outros falham devido a problemas de dependências. Mesmo assim, o hack abre grandes possibilidades para o futuro do Chrome OS, já que há mais de 1,3 milhões de aplicativos na Google Play.

Cupons de desconto TecMundo: