Sempre que a Porsche Design mostra um smartphone ao mercado, a reação dos consumidores é a mesma: "Como alguém pode querer comprar algo tão feio por esse preço?". Sim, apesar do nome, a Porsche Design sempre conseguiu unir um design de gosto duvidoso e um hardware que nunca foi top de linha por um preço que vale um rim no mercado negro.

Acontece que, com o último lançamento, a Porsche Design (PD) acertou a mão e trouxe um aparelho bem bonito. O preço, porém, ainda é bem alto — talvez o valor de um órgão regenerativo?
Antes de chegarmos ao aparelho em questão, é preciso lembrar que a PD já trabalhou em parceria com a BlackBerry e desenvolveu os seguintes aparelhos: P'9981 (US$ 2 mil), P'9982 (US$ 2.250) e P'9983 (US$ 2,3 mil).

O PD tem um chipset violento de oito núcleos Kirin 960

O novo aparelho, batizado oficialmente de Porsche Design Huawei Mate 9, tem um preço de US$ 1,5 mil. Sem impostos ou taxas, exatamente R$ 5 mil — vamos lá, para quem paga R$ 4.500 no iPhone 7 Plus, até que não é uma loucura se estiverem caindo moedas do bolso.

Vamos ao que interessa agora: poder de fogo. Rodando de fábrica com o sistema operacional mais novo da Google, o Android 7.0 Nougat, o PD tem um chipset violento de oito núcleos Kirin 960 e GPU ARM Mali-G71 para dar conta dos gráficos. Sobre memória RAM, são 6 GB e, sobre memória interna, 256 GB flash. Para tudo rodar o maior tempo possível sem apagar a tela, a PD colocou uma bateria bem grande de 4.000 mAh, prometendo 2 dias de uso (e um carregamento de 58% em 30 minutos).

PD

Tela de respeito

O PD Huawei Mate 9 é vendido com uma tela de 5,5 polegadas 2K QuadHD 2 AMOLED 2560x1440 curvada nas laterais, como a tendência para top de linha no mercado. Sobre o design, a PD batizou como "True Curve Design", com um corpo de metal em grafite escuro escovado e painel frontal de vidro curvado Gorilla Glass.

As fotos e vídeos devem ficar bonitas na tela do Porsche Design Huawei Mate 9, já que ele também conta com uma câmera traseira de 20 MP Leica Dual Camera/Hybrid Zoom e uma câmera frontal de 12 MP RGB. Dual SIM e leitor de impressão digital também entram na conta.

60% do PD é metal

Dentro da caixa, o usuário encontra um par de fones de ouvido, adaptador para acessórios microUSB — já que ele tem porta USB Type C —, dois carregadores (Reino Unido e EUA) e um caso dobrável.

No site oficial do aparelho, a Porsche Design ainda delimitou a porcentagem de materiais usados na produção, que são: metal (59,5%), vidro (12,5%), plástico (25,4%) e couro (2,5%). Abaixo, você acompanha mais fotos do smartphone e uma lista técnica completa.

Traseira do PD

Porsche Design Huawei Mate 9

  • Tela: 5,5 polegadas 2K QuadHD 2 AMOLED 2560x1440 curvada
  • Processador: chipset de oito núcleos Kirin 960
  • GPU: ARM Mali-G71 
  • RAM: 6 GB
  • Armazenamento interno: 256 GB flash
  • Câmera traseira: 20 MP Leica Dual Camera/Hybrid Zoom
  • Câmera frontal: 12 MP RGB
  • Bateria: 4.000 mAh
  • Extra: Dual SIM, leitor de impressão digital, USB Type C
  • Preço: US$ 1,5 mil (R$ 5 mil, sem impostos ou taxas)

Cupons de desconto TecMundo: