Ninguém quer ter seus dados expostos a pessoas não autorizadas. Prova disso está nos escândalos que foram desencadeados por causa da coleta de dados por parte da NSA alguns anos atrás. Pois isso está longe de acabar, pois são bem constantes as descobertas de novos problemas similares.

Agora, uma companhia de segurança chamada Kriptoware descobriu que vários smartphones produzidos na China estariam coletando informações pessoais dos consumidores — incluindo modelos que são distribuídos oficialmente nos Estados Unidos e na Europa.

Trata-se de um backdoor usado para enviar dados sobre atividades de apps, mensagens e  ligações para servidores remotos na China. Estes servidores seriam da mesma empresa que desenvolveu o backdoor: AdUps Technologies. 

Ao que tudo indica, a empresa criou esse backdoor para ajudar a s empresas chinesas a terem um melhor rastreamento dos passos de seus consumidores

Ao que tudo indica, a empresa criou esse backdoor para ajudar a s empresas chinesas a terem um melhor rastreamento dos passos de seus consumidores — sendo que isso seria usado para que elas pudessem criar anúncios mais direcionados. A AdUps afirma que mais de 700 milhões de aparelhos em todo o mundo estariam com o software instalado — incluindo aparelhos da BLU, ZTE e Huawei.

BLU no olho do furacão

A primeira empresa a ser acusada pelo Kriptoware foi a BLU, pois foi num aparelho desta empresa que os analistas do laboratório conseguiram encontrar os problemas. Logo após isso, a própria BLU foi notificada pela Kriptoware e começou a fazer testes internos para descobrir o que estava acontecendo.

Em um comunicado oficial, a BLU diz que as brechas surgiram de um aplicativo de terceiros, mas que trabalhou rápido para remover todos os códigos de seu firmware. A empresa também diz que a AdUps atualizou seu software e não está mais coletando os dados. Confira abaixo quais são os modelos BLU afetados pelo backdoor — e se seu aparelho está na lista, clique aqui para ver como verificar sua situação.

  • R1 HD
  • Energy X Plus 2
  • Studio Touch
  • Advance 4.0 L2
  • Neo XL
  • Energy Diamond

Pedido do governo?

Logo após serem iniciadas as discussões acerca do problema, foi cogitado que o backdoor havia sido criado a pedidos do governo chinês. Mas isso foi logo desmentido pelo advogado da AdUps. Em entrevista ao The New York Times, ele disse que isso foi feito "por uma empresa privada" e que foi "um erro".

Será que muitos outros aparelhos estão com o backdoor instalado?

Cupons de desconto TecMundo: