Malwares costumam aparecer de tempos em tempos para complicar a vida de usuários de dispositivos móveis, e o mais recente conseguiu atingir um grupo grande. Segundo um levantamento feito pela empresa de segurança cibernética Check Point, 10 milhões de aparelhos com sistema Android já foram infectados desde fevereiro por uma ameaça intitulada HummingBad.

O malware em questão foi criado por um time de desenvolvedores da Yingmob, agência chinesa que trabalha com análise de propagandas e que, de acordo com o Check Point, “tem diversos times desenvolvendo ferramentas de rastreamento e plataformas de propaganda”, sendo o time responsável pela criação dos componentes maliciosos formado por quatro grupos que somam 25 funcionários.

 Pesquisa TecMundo 2016: nós queremos a sua opinião. Participe!

“O grupo tenta alcançar a raiz de milhares de dispositivos todos os dias e tem sucesso em centenas dessas tentativas. Com esses dispositivos, os invasores podem criar um botnet, realizar ataques centralizados em agências de negócios e governamentais, e até mesmo vender o acesso a outros criminosos virtuais no mercado negro. Qualquer informação nesses aparelhos está em risco”, diz a mensagem publicada no blog do Check Point.

O grupo tenta alcançar a raiz de milhares de dispositivos todos os dias e tem sucesso em centenas dessas tentativas. Qualquer informação nesses aparelhos está em risco

Como funciona o HummingBad?

Analisando o levantamento feito pelo grupo responsável por essa descoberta, até o momento há relatos de que os países mais afetados por esse malware foram China, Índia e até mesmo o Brasil, como é possível ver no gráfico que está na sequência. 

Brasil aparece na lista como o sexto país mais afetado pelo HummingBad

Aparentemente, a ideia por trás dessa ameaça é gerar renda por meio de propagandas (há relatos de que a empresa movimente em torno de US$ 300 mil por mês), e isso acontece por meio de download forçado de aplicativos e cliques em propagandas.

Segundo informações vindas da própria Check Point, a ação em questão é capaz de exibir cerca de 20 milhões de propagandas e instalar mais de 50 mil aplicativos diariamente. Até o momento, não há nenhuma notícia referente a como remover o HummingBad caso venha a instalá-lo no seu aparelho, por isso todo cuidado é pouco.

E quais foram as versões mais afetadas?

A imagem que você confere mais abaixo mostra que todas as versões do Android podem ser afetadas por essa ameaça, do recente Marshmallow a outras mais antigas. Porém, as que estão sofrendo mais com o malware são as atualizações KitKat e Jelly Bean, com 50% e 40% das vítimas, respectivamente.

Gráfico mostra o alcance do malware nas versões mais recentes do Android

...

E aí, conhece alguém que foi afetado por esse malware ou algum outro que seja parecido com o que relatamos aqui? Deixe a sua opinião no espaço destinado aos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: