A queda do número de linhas telefônicas fixas é algo bastante normal, dado o crescimento da popularidade do uso de smartphones. Porém, o mês de janeiro de 2017 apresentou redução em mais de meio milhão de linhas móveis no Brasil inteiro. Afinal, por que, mesmo com o aumento nas vendas de aparelhos celulares, esse número caiu?

Isso é consequência da redução das tarifas de interconexão, aquele valor a mais cobrado quando ligamos de uma operadora para outra, tanto em telefonia móvel quanto fixa. Essa baixa no preço fez com que as pessoas que usavam mais de uma linha para evitar essa cobrança e conseguir falar com diferentes empresas de telecomunicações parassem de usar contas a mais, pois não valia mais tanto a pena. Podemos somar esse fator também à desaceleração da economia nos últimos anos.

Assim, em comparação com dezembro de 2016, janeiro de 2017 registrou um decréscimo de 647,78 mil de linhas, o que representa uma queda de 0,27%. Esse mesmo mês fechou com 243,42 milhões de linhas móveis em operação, queda de 5,38% em comparação com janeiro de 2016, o que equivale a menos 13,83 milhões de linhas. A redução nos números foi liderada pela Oi, com queda 5,82 milhões de linhas, seguida pela Claro, com diminuição de 4,87 milhões e TIM, com menos 4,08 milhões.

O relatório completo feito pela Anatel pode ser acessado neste link.

Cupons de desconto TecMundo: