O mercado de tablets Android está bem variado. Tentando atender a diferentes consumidores, as fabricantes vêm lançando modelos com recursos, funções e preços diversificados.

Alguns produtos são focados no usuário que busca alto desempenho. Outros, como é o caso do Nexus 7 e do ASUS MeMO Pad, visam oferecer funcionalidade por um baixo custo. A Acer é uma grande fabricante que não quis ficar de fora do mercado de produtos baratos.

É justamente por isso que a companhia lançou o Iconia B1. Este tablet oferece os recursos mais requisitados pelas pessoas que têm interesse no Android. Mas será que ele oferece qualidade para trabalhar com os apps mais famosos? É o que vamos descobrir. Contudo, antes, vale conferir as especificações do produto:

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Aprovado

Design simples e diferente

O Iconia B1 não é o tablet mais bonito do mercado, mas isso não quer dizer que ele não seja inovador. Para se diferenciar dos concorrentes, a fabricante apostou em uma faixa azul nas bordas. Tanto na frente quanto na parte de trás, o aparelho conta com linhas bem definidas.

A parte frontal do produto é bonita e acomoda bem todos os componentes. Ao lado do display, há espaço suficiente para que você segure o aparelho sem colocar os dedos sobre a tela. Vale notar ainda que este é um dispositivo de dimensões reduzidas. A Acer apostou no acabamento em plástico, algo que garantiu a leveza do Iconia B1.

Hardware na medida para jogos

A configuração de hardware do Iconia B1 é mais do que razoável. Ainda que não traga processador de quatro núcleos, os componentes trabalham muito bem em conjunto e oferecem desempenho na medida para quem utiliza muitos apps. Mesmo mantendo Facebook, navegador, player de música e outros rodando, o aparelho mostrou eficiência.

Entre os itens no interior do produto, vale um destaque para o chip gráfico. Ele dá conta de executar uma vasta gama de jogos, incluindo títulos pesados. Em nossos testes, o Iconia B1 mostrou poder até mesmo para rodar Modern Combat 4: Zero Hour sem grandes problemas. Abaixo, você pode conferir os resultados dos benchmarks:

Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Comparação de benchmarks

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Preço atraente

O grande destaque do aparelho fica por conta do preço reduzido. Na maioria das lojas, o tablet de 16 GB pode ser encontrado por um valor próximo dos 700 reais, mas se pesquisar bem é possível encontrar ofertas abaixo dos 600 reais. A versão de 8 GB não é muito comum em sites confiáveis, mas o valor mediano é de 400 reais.

O valor é muito bem empregado se considerarmos que este gadget oferece bom desempenho para executar múltiplos apps e jogos. Claro, a qualidade de muitos componentes é inferior à dos tablets mais robustos, mas nem sempre é possível aliar alto desempenho com preço baixo.

Reprovado

Falta elegância e qualidade

Apesar de não ser o tablet mais desajeitado do mercado, devemos ser honestos e apontar que este certamente não é o produto para quem busca elegância. As cores nas laterais talvez não agradem a todos, mas um aspecto que causa impacto visual é a traseira do aparelho. A presença de altos e baixos relevos é algo incomum e que pode causar estranheza.

(Fonte da imagem: Divulgação/Acer)

Além disso, vale notar que a Acer não investiu em um material de qualidade. A sensação é de que o Iconia B1 é um produto muito frágil. A carcaça é muito lisa, o que pode dar certa insegurança na hora de segurar o aparelho. O material plástico ainda apresenta alguns problemas quanto às marcas de digitais que são muito aparentes.

Um produto para quem não é exigente

Ainda que entregue desempenho na medida, boa parte da experiência oferecia é afetada por algumas engasgadas do hardware. Em nossa análise, o tablet da Acer travou mais de uma vez na execução do aplicativo AnTuTu Benchmark — foi necessário forçar a reinicialização. Felizmente, ele não travou ao rodar os jogos e apps comuns. Então, o problema não é tão grave.

Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Além de não oferecer resolução HD, o display do Iconia B1 distorce as cores com facilidade. Felizmente, o problema é notado apenas em um dos lados do visor, algo que pode ser contornado uma vez que o consumidor já conheça este “defeitinho”. A tela também é bem reflexiva e mostra facilmente as marcas das digitais — mas isso é quase inevitável.

Falta combustível para o dia a dia

Outro detalhe que pode atrapalhar é a autonomia da bateria. Em stand-by e com o uso moderado dos recursos (com WiFi desligado e brilho de tela reduzido), o dispositivo de energia consegue alcançar uma performance muito boa. No cotidiano, dá para conseguir aproveitar alguns apps por 4 horas ou mais.

Contudo, se você quiser ver um vídeo ou utilizar um game que consuma muitos recursos, não espere mais do que 3 horas de duração. Em nossa análise, a bateria se esgotou com apenas 2 horas e 20 minutos de jogo. No teste, usamos o Modern Combat 4 para abusar do chip gráfico do aparelho.

Vale a pena

O Iconia B1 consegue ser mediano em todos os aspectos. Em nossa análise, verificamos que ele oferece desempenho na medida, executando bem jogos recentes, como: Modern Combat 4, Mass Effect Infiltrator, Despicable Me e Need for Speed Most Wanted.

Apesar de impressionar em alguns títulos, devemos notar que o tablet da Acer não é capaz de rodar games pesados como World War Z. Assim, se você busca o mais alto desempenho por um preço relativamente baixo, talvez o Nexus 7 seja uma opção mais sensata.

(Fonte da imagem: Divulgação/Acer)

A falta de capacidades para reprodução de conteúdo em HD, a câmera VGA, que funciona razoavelmente para videoconferências, e o som funcional apenas para ambientes com pouco ruído também são pontos que devem ser levados em conta na hora da compra. Se você busca tais funcionalidades, então a compra deste aparelho não vale a pena.

Quanto ao preço, podemos dizer que o Iconia B1 está entre os melhores dispositivos com boa relação custo-benefício. Apesar disso, caso você busque acabamento e desempenho de ponta é melhor avaliar outras opções mais caras.